31 de maio de 2016 Felipe

Lixo

A artista plástica Olivia, a Whippet | Foto: Alessandra Haro

Aquilo que foi descartado, empurrado para longe dos olhos, deixa de ser um problema? Qual seria a nossa sensação ao perceber que tudo o que nos incomoda está, subitamente, dividindo o nosso espaço de conforto e proteção? Olívia, a Whippet, extrapola estes significados em seu novo – e grandioso – trabalho, “Lixo”.

"Lixo" (Tecido, espuma, isopor, materiais orgânicos diversos) - 2016

“Lixo” (Tecido, espuma, isopor, materiais orgânicos diversos) – 2016

"Lixo" (Tecido, espuma, isopor, materiais orgânicos diversos) - 2016

“Lixo” (Tecido, espuma, isopor, materiais orgânicos diversos) – 2016

Nele, a artista mostra mais uma vez o seu lado visceral e faz uma provocação. No sofá, o conteúdo da lata de lixo: restos orgânicos de todo o tipo, pedaços plásticos, fraldas infantis. Na lata de lixo, o conteúdo simbólico de um sofá: união, conforto, recolhimento, calor humano. O primeiro sentimento é naturalmente de repulsa e talvez um certo estranhamento, algo que só os grandes artistas são capazes de proporcionar. Mas essa é a ideia. Conviver novamente, e de maneira forçada, com o que consumimos e descartamos, em todos os seus tamanhos, texturas e odores. Lembrar que somos também aquilo que deixamos para trás e os excessos e desperdícios da vida moderna.

Como não poderia deixar de ser, o awareness social da artista está presente nesta obra. Se em um sofá estava todo o lixo orgânico, em outro estava todo o isopor. Uma lembrança da importância da coleta seletiva para o nosso planeta.
Olívia também deixa uma pequena surpresa, perceptível através do olhar mais atento. Escondido sob papel-toalha, vemos um osso de brinquedo feito de borracha azul. Uma lembrança de que a arte pode ser simultaneamente contestadora e lúdica.

Não há limites para Olívia, definitivamente.

"Lixo" (Tecido, espuma, isopor, materiais orgânicos diversos) - 2016

“Lixo” (Tecido, espuma, isopor, materiais orgânicos diversos) – 2016

Felipe

Jornalista mineiro que mora em São Paulo. Interessado em fotografia, comunicação, esportes, música, mobilidade e bicicletas.

Comments (3)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *