23 de dezembro de 2010 Felipe

AMADi Webkart

É muito legal ver um projeto nascer, crescer e dar certo. Esse é o sentimento que tive com o 1º AMADi Webkart, o campeonato de kart promovido pela Associação Mineira de Agências Digitais. A ideia nasceu de uma ida ao kart com o Amarante, da Sense 8, que levou para a Associação. Entre isso e a primeira etapa, foram quase seis meses. Nesse meio tempo, mudei de cidade, mas falei: “se rolar o campeonato, quero correr”. E consegui. Conhecendo o mercado web de Minas Gerais e as equipes relativamente enxutas das agências, sabíamos que o regulamento não poderia ser tão rígido na questão do vínculo empregado/empregador. Além disso, é sempre uma boa oportunidade de envolver clientes e parceiros na brincadeira. O resultado foi o melhor possível na minha opinião, e acho que há espaço para futuras edições.

A Corrida

Participei das três últimas etapas, correndo pela Sense 8 e fiquei muito feliz com o que vi. Clima excepcional entre todos que estavam lá. Corridas de kart, costumam ter uma rixazinha meio idiota entre os pilotos, mas não vi isso. Mesmo na última etapa, quando “nós” e a Movida disputávamos o título, o clima era de total companheirismo.

Na terceira etapa, larguei em quinto, caí para sexto na primeira volta e fiz uma corrida de recuperação, chegando na segunda posição. Na quarta etapa larguei na pole e liderei até faltar três voltas para o final. Em um misto de ansiedade com um sinal errado de um retardatário, errei ao tentar uma ultrapassagem e rodei. Voltei na segunda posição, tentei forçar uma liderança e errei de novo. Terminei em terceiro.

No domingo passado tive um kart bem inferior e não tive sorte na classificação. Resultado: 13º no grid de largada. Na corrida dei sorte, passei dois ou três adversários na largada, escapei de uma batida na segunda curva e terminei a primeira volta em quinto. Infelizmente, não fui páreo para os adversários da Movida, até tentei segurá-los, mas acabei na oitava posição. Valeu assim mesmo!

Em um resumo geral, acho que em uma futura segunda edição, algumas coisas podem ser melhoradas, mas de qualquer maneira foi um belo cartão de visitas para uma competição feita em tão pouco tempo.

[nggallery id=8]

, ,

Felipe

Jornalista mineiro que mora em São Paulo. Interessado em fotografia, comunicação, esportes, música, mobilidade e bicicletas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *