14 de dezembro de 2010 Felipe

Passo atrás

Escolha de Léo Burguês para presidir a Câmara de BH mira 2012

Existe uma coisa muito boa em morar longe da cidade natal e refúgio de fim de semana. A gente começa a ver as coisas com um olhar mais crítico. No entanto, longe ou perto, essa notícia só aumenta a minha decepção em relação à Câmara dos Vereadores de Belo Horizonte. Não só com ela, mas com o nosso querido prefeito-gerente, mas ele não vem tanto ao caso.

O novo presidente da câmara é vereador reeleito e, que me recordo, não tem grande destaque. Ainda contando com minha falha memória, recentemente quis aprovar uma lei que permitia a construção de prédios na orla da Lagoa da Pampulha, descaracterizando o bairro e a memória do local. Também foi presidente da Comissão de Educação da Casa e não foi em nenhuma das reuniões. Não entrarei nos méritos de sua vida pessoal, que não nos diz respeito. Mas não é o tipo de postura que eu aprovo e defendo. É um imenso retrocesso para a cidade, ter um cara desses como chefe do Poder Legislativo.

Fico pensando se realmente existe alguma chance desse sujeito se candidatar a prefeito em 2012. Sério, se Márcio Lacerda conseguir esse feito, é pra fechar a cidade e tentar começar do zero, porque salvação não vai ter.

, ,

Felipe

Jornalista mineiro que mora em São Paulo. Interessado em fotografia, comunicação, esportes, música, mobilidade e bicicletas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *