12 de setembro de 2010 Felipe

Pensatas jornalísticas

Eu juro que não volto a falar disso. Ando (re)descobrindo que política, futebol e religião andam juntos no fanatismo. Na verdade, isso é mais jornalismo do que propriamente eleições.

Fato é, nunca vi alguém bater tanto e tão insistentemente em um presidente como a grande imprensa faz com o Lula. Em época eleitoral, o nível desce para (bem) abaixo do aceitável e do respeito com o cargo ocupado. Notem, não estou defendendo o Presidente ou seu governo, embora esteja bastante satisfeito. Sinto que o país melhorou e que estamos no caminho certo. No entanto, jornais, revistas e blogs soltam sistemáticas notícias contra o presidente e sua candidata. A parcialidade da cobertura da Folha de São Paulo mereceu um puxão de orelha de sua Ombudsman. Já é um singelo começo, mas não espero isso da Veja e de seus ilustres blogueiros.

Pior é ver gente inteligente e articulada arrotando o que esses blogueiros escrevem, sem ao menos parar para pensar um pouco. Ficam fazendo coro de um desejo idiota de golpe, de forçar uma troca sem ideias ou propostas, mas na força.

Na primeira semana da faculdade de jornalismo, descobri que imparcialidade não existe. Mas um pouco de bom senso nunca fez mal a ninguém.

, , ,

Felipe

Jornalista mineiro que mora em São Paulo. Interessado em fotografia, comunicação, esportes, música, mobilidade e bicicletas.

Comment (1)

  1. pilar

    Cabeça, é isto mesmo. O preconceito aliado a uma parcialidade verognhosa. Mas mesmo assim, o governo lula manteve e respeitou a imprensa. anúncios do governo em todos estes veículos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *