22 de junho de 2010 Felipe

Recordar é viver

Confesso que me divirto com alguns comentários em posts antigos. Principalmente quando a argumentação dos textos não muda, mesmo com o passar do tempo.

Quer um bom exemplo? Leia o post “ A MTV Hits, os clipes ruins e a fórmula do hip-hop“. As argumentações da juventude são engraçadissimas de tão rasas. “Quem gosta de rock é burro”, “Hip Hop fala da nossa realidade” e por ai vai.

Curiosa é a falta de respeito com as diferenças, bem típico da juventude. Quem gosta de hip hop é legal, quem não gosta é bobo, chato e feio. Acho que vou começar a cutucar essa turma pra ver até onde essa diversão vai. 😀

, ,

Felipe

Jornalista mineiro que mora em São Paulo. Interessado em fotografia, comunicação, esportes, música, mobilidade e bicicletas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *