11 de junho de 2010 Felipe

Bikes em Sampa

Primeira semana completa de São Paulo e já consegui ter algumas percepções de mobilidade por aqui. Ainda não pedalei, porque a bike ficou em Belo Horizonte. E praticamente não dependo do transporte público, já que moro a dois quarteirões do trabalho. A distância para a estação de metrô, Trianon-MASP, é a mesma, logo tenho uma autonomia grande na cidade.

Mesmo achando que é necessária uma dose extra de coragem (leia-se três bolas) para pedalar aqui, nas minhas andanças pela Paulista, fiquei impressionado com a quantidade de ciclistas. Por ciclista, entendam pessoas que usam a bike como modal de transporte. Essa quantidade deve ser maior do que vejo durante um mês em BH. Tudo bem, uns 40% transitam na calçada, mas tá valendo.

Outra coisa, fiquei muito feliz em ver as bicicletas no metrô. Na prática, em dias de semana, elas só são permitidas após às 20h30, mas já vi em outros horários também. E assim, me parece que o grande lance aqui é ter uma bike dobrável. Combinada com o metrô, vira o modal perfeito.

, , ,

Felipe

Jornalista mineiro que mora em São Paulo. Interessado em fotografia, comunicação, esportes, música, mobilidade e bicicletas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *