7 de março de 2010 Felipe

O fim da estrada

Lourdes vinha sentindo muitas dores ultimamente. Mesmo depois da visita ao médico da dor, ela continua sofrendo com o mal. Sendo assim, resolvemos levá-la ao Hospital Lifecenter para uma dose de um medicamento mais pesado.

No entanto, Dr. Antônio disse que não existe essa história de dar o medicamento e voltar pra casa. O ideal seria sedá-la, leia-se, coma induzido. O sofrimento acaba, mas é a certeza de que qualquer possibilidade de cura ou de uma qualidade de vida, por menor que seja, vai por água abaixo.

Vou correr lá para poder pelo menos me despedir.

,

Felipe

Jornalista mineiro que mora em São Paulo. Interessado em fotografia, comunicação, esportes, música, mobilidade e bicicletas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *