24 de fevereiro de 2010 Felipe

Greve!

Abra qualquer portal para ler as notícias sobre a greve dos rodoviários em Belo Horizonte. O resultado? Caos na cidade. Pessoas que não conseguiram chegar ao trabalho, trânsito caótico.

Essa greve deixou alguns fatos bem claros pra mim, que vão se desenrolando e completando. Pra começar, grande parte da população realmente usa o transporte coletivo. E alguma parcela dessa parte prefere deixar o carro em casa e pegar o ônibus. O aumento de carros em circulação prova isso.

Depois, a comprovação de que sindicato nenhum presta. Posso estar enganado, mas transporte é um serviço essencial. Sem ele, hospitais não funcionam, o comércio não abre e por ai vai. E mesmo em greve, é necessário manter uma escala mínima de serviço. O sindicato dos rodoviários não fez isso e hoje, mesmo com determinação contrária da Justiça, resolveram manter sua posição, fodendo toda a cidade. E se eles aceitarem um reajuste bem menor do que o pedido, não vai ser porque são bonzinhos e se preocupam com a população. Não existe almoço de graça nesta vida.

Sem ônibus, a cidade parou. A prefeitura deve ter percebido como é ruim ficar na mão dos donos das empresas de ônibus. Uma das razões da falta de outros modais de transporte público em BH é exatamente o lobby dessa turma. Claro que nenhum outro tem a capilaridade do ônibus, que consegue entrar nos bairros e em ruas secundárias. Porém, acho que é muito mais fácil você chegar ao trabalho com, por exemplo, uma estação do metrô próxima. E como nem a fiscalização está nas ruas, os perueiros estão fazendo a festa.

Pra finalizar, pelo menos é legal ver as movimentações para carona e campanhas tipo o #tuitesuacarona (e suas variantes). Só gostaria mesmo que elas durassem quando a maldita greve acabar.

, ,

Felipe

Jornalista mineiro que mora em São Paulo. Interessado em fotografia, comunicação, esportes, música, mobilidade e bicicletas.

Comments (2)

  1. Tenho muita inveja do Metrô de São Paulo. Ele funciona. Costumo ir pra lá de carro, e é muito comum deixar o carro no hotel e andar de metrô. Em 15 minutos eu vou dos Jardins até a Praça da República, e aí são só 2 quarteirões até a galeria do rock hahahaha.

    Eu já sou contra qualquer tipo de greve. Essa é ainda pior, pois é o cúmulo do egoísmo e da falta de senso de coletividade: afetar a vida de 1,5 milhão de pessoas para conseguir benefícios. Deveriam ser empalados.

  2. Gabriel

    Deveriam tb asfaltar todas as ruas, para que os proprietários de harley não mais deslizassem no cascalho das ruas de terra, dentro de bairros novos.. quase causando ferimentos mais sérios..
    eta motoca pesada da porra!

    Malditas empresas de ônibus…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *