26 de janeiro de 2010 Felipe

A luta

Da última vez que escrevi sobre o assunto até esse momento, as coisas pioraram bastante. O tumor na cabeça parece que não dá trégua. Como consequência, o lado direito do corpo está comprometido e as medicações para evitar as dores e possíveis convulsões deixam ela bem grogue. Parece que a radioterapia só mostrará sinais de ação a partir da 20ª sessão e hoje chegamos na metade.

E se pudesse dar uma dica para quem está vivendo esta luta na família, segue uma bem simples: Dê apoio sempre. Muitas vezes me senti inútil em todo o contexto, até descobrir no que realmente posso ajudar. E minha ajuda é apoiando. Tanto a Lourdes quanto as pessoas da família que vem pra “fazer o turno”.

E o que me deixa muito triste nesse momento é ver que ela está sofrendo. Isso me dá um aperto no coração que só vendo.

Felipe

Jornalista mineiro que mora em São Paulo. Interessado em fotografia, comunicação, esportes, música, mobilidade e bicicletas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *