23 de dezembro de 2009 Felipe

A Carpa

Em uma das vezes que conseguia acordar (mais) cedo do que o costume no domingo, vi o Almir Sater falando sobre sua criação de carpas. Sater falou que as carpas também eram um presente para seus filhos, já que o peixe vive cerca de 50 anos.

Juro que para esse natal, eu queria dar uma Carpa para o meu amigo oculto. Como uma forma de mostrar que eu quero que ela cuide do peixe por mais 50 anos e que estamos juntos e fortes na caminhada. Infelizmente, não vai rolar. Primeiro porque não teremos onde colocar uma. Segundo, porque Carpas são (bem) mais caras do que imaginei.

Mas eu sei que valeu a intenção. 😉

, , ,

Felipe

Jornalista mineiro que mora em São Paulo. Interessado em fotografia, comunicação, esportes, música, mobilidade e bicicletas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *