25 de novembro de 2009 Felipe

Drops da falta de paciência

Estou pouco me lixando se vierem com “mimimi” pra cima de mim. Dane-se se a síndica é uma broaca, se o seu namoradinho é o cara mais lindo do mundo. O problema (ou a solução) não tem a ver comigo.

O mundo seria um lugar muito melhor se as pessoas finalmente entendessem que regra é regra e não uma sugestão. E se for uma sugestão, entenda como “se eu fosse você não faria isso” e não faça! Logo, meu amigo, existe algum motivo pra você não estacionar seu carro aí, pra você não atravessar na faixa de pedestres com o sinal aberto.

O trânsito de Belo Horizonte é tão jeca, mas tão jeca, que somos a única cidade com a seguinte placa: “Motorista, quando for fazer a conversão, utilize a seta”. Como se isso não fosse óbvio o bastante.

Pra qualquer coisa nessa vida, o mínimo de profissionalismo e comprometimento é fundamental. Não é legal simplesmente fugir ou se omitir quando necessário.

, ,

Felipe

Jornalista mineiro que mora em São Paulo. Interessado em fotografia, comunicação, esportes, música, mobilidade e bicicletas.

Comment (1)

  1. Alguém precisa de uma Hoegaarden! Respira, Cabeça, respira!

    Mas o pior é que eu concordo com tudo. Principalmente em relação às regras e à imbecilidade dos motoristas de BH. Acho que aqui também é um dos únicos lugares onde rotatórias têm semáforo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *