13 de julho de 2009 Felipe

A torcida de Rubinho

Eu me divirto com o poder midiático de Rubinho Barrichello. A turma radical que transforma o piloto em Judas já é nossa velha conhecida. Atualmente vejo que a corrente pró-Barrichello existe em grande número, e que também beira o radicalismo.

Vamos aos fatos: Rubinho largou bem e andou na liderança. Mas a equipe fez uma estratégia errada, errou um pit stop e ele não andou rápido quando deveria. Resultado, chegou em sexto. Na saída da prova, como já lhe é tradicional, falou atrocidades do tipo “A equipe deu um show de como perder corrida” e “não quero ouvir blá-blá-blá”.

Foi o necessário para a corrente Pró Rubinho ficar em polvorosa. Acusam jornalistas de “ódio ao Rubinho”, falam de boicote da equipe entre outras coisas. Uma quantidade de bobeira sem fim. De uma hora pra outra, ele virou o salvador da pátria, o messias do automobilismo brasileiro. Ele não é. É esforçado, competente e entende muito do que faz. Rubens não precisa dar satisfação pra todo mundo sempre. Não deu, não deu, bola pra frente.

Em tempo, sou da ala neutra. Gosto do piloto, confio na sua capacidade, mas acho que passou da idade de ter esses acessos de fúria e rebeldia. E mostra mais uma vez como ele perde chances históricas de ficar calado.

Felipe

Jornalista mineiro que mora em São Paulo. Interessado em fotografia, comunicação, esportes, música, mobilidade e bicicletas.

Comments (3)

  1. Paula

    Na boa, eu que não sou de ala nenhuma – Piquet forever – acho que o “Burrinho” deveria pilotar mais e falar menos. E ponto!

  2. cristiano

    Mais uma vez concordo com vc, só acho que o Rubinho assina os piores contratos da F1 e fica sujeito a clausulas que nunca saberemos quais são. Então ele deveria parar de falar e fazer seu trabalho da melhor forma, só que agora nem com um carro muito acima dos outros ele se destaca… Desse jeito ele não vai conseguir deixar de ser alvo de chacota…Abs

  3. O foda é que ele é bonzinho, simpático, pai de família, e constantemente sacaneado. Aí gerou uma comoção gigante no twitter. A questão não é o piloto, é o pacote. O Massa escangalha ele, mas não tem 1/10 da “bonzinhedade”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *