14 de novembro de 2008 Felipe

Pop Rock Brasil 2008

Depois de alguns anos de ausência, voltei ao Pop Rock Brasil esse ano. Dois motivos foram determinantes: O fato de ter ganhado bons ingressos para sábado e a oportunidade de experimentar o trabalho como jornalista no domingo. Mesmo com Maroon 5 e Offspring, duas bandas que gosto muito (mais a primeira do que a segunda) não estava disposto a pagar para ver o festival. O local era longe e as bandas nacionais escolhidas não me agradam muito.

No sábado, o objetivo era assistir somente ao Maroon 5. Saímos (Eu, Carol, Diego – o motorista da vez – e André) propositalmente tarde. Chegamos ao Mega Space e estacionamos o carro ao som de 9 Mil Anjos, que fez uma apresentação relâmpago de quatro músicas. Ainda deu tempo de ver duas bandas antes do Maroon 5. Como era de se esperar, o NX Zero fez um show fraco, mas dentro do que eu esperava para um show da banda. Pessoalmente acho que eles tem que comer muito feijão pra chegarem em algum lugar.

Já o Jota Quest fez um show bacana. Mesmo com pane nos computadores que armazenavam samplers, programações e iluminação, o show foi muito bom. E no final, Rogério Flausino falou algo que me chamou atenção também no domingo: “Não deixem o Pop Rock acabar”.

Aí chegou a hora do Maroon 5. E foi um showzão, embora um pouco curto. Não pararam um minuto, começaram mandando hits e ainda colocaram “Wicked Game” do Chris Isaak e “In the Air Tonight” do Phil Collins no repertório. Foi uma apresentação que terminou com aquele gostinho de quero mais.

No domingo estava acompanhado da Sabrina Abreu, editora da Ragga e o Bruno Senna, excelente fotógrafo. Foi minha primeira experiência em festivais de rock e eu gostei bastante. Vi fragmentos de todos os shows (exceto Charlie Brown, Capital Inicial e Offspring). Nenhum me empolgou.

Na entrevista coletiva do Tianastácia, Beto Nastácia também pediu, em outras palavras, que o festival não acabasse. “O Pop Rock tem 25 anos. Não pode acabar assim”. Eu não sei se foi impressão minha, mas todos acharam que foi meio decadente. Talvez pela ocupação meia boca, talvez pelas atrações nacionais. O fato é que o festival precisa se renovar.

Mesmo assim, como experiência eu diria que valeu. Primeiro porque o Maroon 5 entra na lista de melhores shows do ano. Segundo porque, mesmo tardiamente, estou descobrindo um lado do jornalismo, o mais óbvio diga-se, que também me agrada demais.

, , , , , ,

Felipe

Jornalista mineiro que mora em São Paulo. Interessado em fotografia, comunicação, esportes, música, mobilidade e bicicletas.

Comments (18)

  1. A Verdade Dói Pakas

    O Rock Brasileiro PRECISA do NX Zero e o NX Zero SABE O QUE FAZER… [Dinho Ouro Preto – Capital Inicial

  2. Diego

    hahahahaha

    velho….no dia que o rock precisar de conselho do dinho ouro preto falando de nxzero o mundo acaba…..

    e q venham outros ne cabeça? rsrsrs

  3. Terence

    Cabeça, se deu mal. Vai virar saco de pancada da comunidade emo. No mais, o atual Pop Rock sucks totalmente pq o rock nacional sucks ainda mais. Não adianta. Em 83 (eu estive lá), 84 e 85 só tinha fera. Que eu detesto agora, mas tem gente que respeita. E não me pergunte quem estava nos line-ups, pois 25 anos são facilmente obnubilados pela idade e pelo álcool. Mas era esse pessoal que até hoje tenta tirar uns trocados com MTV Acústico e similares.

    Enfim. Festivais são reflexos de seu tempo. Se a 98 quiser fazer algo decente pode escolher: ou reduz a ambição ou abre o bolso, pq o rock nacional que era natimorto, empacotou de vez. E no lado internacional… Maroon 5 e Offspring? É pra dar tiro na cabeça.

    Aliás, como estou prolixo, o “rock” nacional nasceu com versões, perdeu a vergonha e começou a plagiar descaradamente (o primeiro do argh… Legião Urbana praticamente copiou o que podia e não podia do Joy Division, assim como Paralamas, Titãs e etc. usaram o mesmo recurso), e continua a fazer. Não é possível que alguém ainda não viu que a música que toca na rádio do tal Fresno é cópia de Right Here, Right Now do Jesus Jones?

    Mas é isso aí. Pop Rock já vai tarde.

  4. Terence

    Atenção: com referência a Maroon 5 e Offspring eu disse que era para dar um tiro NA cabeça e não NO Cabeça. Se bem que o gosto musical dele merece.

  5. TIAGO

    NX ZERO É A UNICA BANDA DE ROCK QUE CONSEGIU FAZER COM QUE EU ME TORNASSE HOJE UM ROQUEIROOOOOOO Ñ TENHO MAS NADA A DIZER

  6. Manu lopes

    Nx zero é uma das piores coisas q já tive o desprazer de escutar. Tbm já vi um show deles e eh só marketing. O cara num canta porra nenhuma. Só sabe ficar falando, falando. As letras, melhor ñ comentar…! E concordo com o cara q disse q no dia que o rock nacional precisar de conselho do Dinho ouro preto – o mundo está prestes a se acabar. Que é outro q ñ faz nada que preste!

  7. Gabriel

    Porra Tiago, nem te conheço. E como diria o Silvio Santos: “Nem quero conhecer!”. Vai ver q vc andava com as companhias erradas, ou sei lá… Mas NXZero?
    E contae pra nós, como anda a vida de ROQUEIROOOOOOOO?
    Tenha a santa paciência!

  8. Icthecat

    Ta ferrado Big Head….hahahahahaha….vai ser amarrado em praça publica pelos emos e roqueirooooos e vai apanhar de plumas e paetês….hahahahaha

    Bom, sobre o rock nacional (ainda mais o presente nessa edição do Pop Rock) sou suspeito por que morro de preguiça de 99,7% das bandas daqui que se dizem rock.

    Tava afim de ir asssistir ao Off Spring e me surpreende saber que o show foi fraco, sempre foram uma banda de muita energia. Iria mais pela nostalgia, mas lembrar das demais atrações – e da molecada presente – me faz botar meu pijama e ficar em casa escutando no computador mesmo….melhor…

    Maroon 5 não conhecia, depois do seu post vi uns clips no youtube, mas de verdade, nao esperaria nada de um show deles…mas gosto é gosto…

  9. Me impressiona que o ROQUEIROOOOOO tenha conseguido somar para deixar comentário.
    Pop Rock como é hoje tem que acabar mesmo. Vi todos os festivais grandes de outras cidades se tornando internacionais. E o nosso? Só serve pra dar um gostinho de estrelato pro pessoal mais em desuso do Tianastácia e companhia. Já que BH é um polo de banda independente, baixa a bola de uma vez e faz um festival que preste disso. Ou levanta de uma vez e chama banda que presta.
    NXZERO é sertanejo com guitarra. Sério. Imagina o Leonardo cantando “pela última vez”. Mas na verdade sinto que estou ofendendo os sertanejos.

  10. ai ai .. quem ter que comer mais feijão na verdade é você, quem sabe um dia acorde e se ligue que nx zero é A banda de rock brasileiro do momento, show fraco? Vai pra um do calypso, talvez tu aproveite mais, e né, como o menino disse ali em cima, o que vale a SUA opinião, perto a do dinho ouro preto? foi isso que voce pensou, NADA . VÊ SE CRESCE

  11. Samilly

    ”NX ZERO É A UNICA BANDA DE ROCK QUE CONSEGIU FAZER COM QUE EU ME TORNASSE HOJE UM ROQUEIROOOOOOO Ñ TENHO MAS NADA A DIZER”
    Ameii esse comentario!
    Meu tu tah maiis que lascadoo….
    Quem tem que omer feijao é tu (com preferencia coloque chumbinho para morrer)
    Inveja é osso…

  12. Diego

    “eu :)”, acho que você não entendeu o conceito da blogosfera. O assunto desse blog aqui não te agradou? Entra em outro! 🙂

    E só pra constar, a opinião do Dinho Ouro Preto vale a mesma coisa que a sua: absolutamente nada!

    Beijos 😀

  13. Diego

    Ah, esqueci de dizer: Cabeça, tô adorando a comunidade “neo-emo-teen-sem-noções-de-concordância-e-gramática” ficando ouriçada com sua opinião heheheh.
    Abraço!

  14. Gabriel

    Ih rapas…
    Como diria o Mumú da Manguêris: “Isso aqui virou bagúncis!!”
    Dinho Ouro Preto deveria usar uma mordaça!
    Uma criatura q respeita (mais do que deveria) a opinião de um mero produto da indústria fonográfica, como é o caso do supracitado, não merece o meu respeito. Sem ofensas baratas aqui, mas o fato é que o universo da música, suas origens, ramificações, possibilidades, vai muito além do que macaquitos imitadores, como é o caso do NXZero, são capazes de compreender.
    E pra falar a verdade, só de ter q digitar o nome dessa banda eu ja sinto minha alma perder seu precioso tempo. Musica Pop em geral trata-se de um produto absolutamente efêmero, cujo prazo de obsolescência programada se prevê usando os dedos de uma só mão.
    Me nego a debater esse assunto, e encerro aqui minha participação.
    Só to aqui escrevendo pq cái uma chuva animal aqui no litoral, e não posso sair com meu cachorro.
    Falô ouvintes da rádioCabeça!
    Hasta!!

  15. Terence

    E notem que este verdadeiro túmulo do jornalismo nacional (mais conhecido como Estado de Minas) publicou matéria com o mesmo assunto. O rock nacional morreu. E o cheiro ruim não é do defunto (não ainda) mas da maquiagem do NX Zero. E chega do assunto.

  16. Krolvon

    ”NX ZERO É A UNICA BANDA DE ROCK QUE CONSEGIU FAZER COM QUE EU ME TORNASSE HOJE UM ROQUEIROOOOOOO Ñ TENHO MAS NADA A DIZER”

    KKKKKKKKKKKK ROQUEIRO????? JA OUVIU MANOWAR, RUSKA, TYR, RAMMSTEIN, METTALICA? BLACK S. ?

    SEU INFELIZ ( EMO )

    NX-0² E UM LIXO! DOI AOS OUVIDOS DOS ROCKEIROS.. Nao existe mais pOp rock existe POP-EMO! ACABARAM COM O ROCK EM MINAS FAZ TEMPO..!

  17. Maisa

    Não entendo as criticas ao NxZero.
    Pra ser roqueiro tem q fazer o q? Se drogar,fazer apologia ao satanismo, quebrar guitarras…
    Eu acho as musicas muito boas com acordes sinistros e letras bem massa.
    Na verdade, vcs tem medo de dizer que gostam de uma banda novata de mulekes por medo do preconceito que rola
    os cara sabem fazer som sim!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *