15 de setembro de 2008 Felipe

O melhor show do ano até agora

Pra variar, tudo começa com uma história. Nesse caso, com um e-mail de Rodrigo Borges, o Diguin, meu melhor guitarrista, com um link para o disco “Passo de Anjo – Ao Vivo” do Spok Frevo Orquestra. Abaixo do link, a frase: “isso é bom velho! som da gente ficar orgulhoso!”

Baixei e precisei escutar só meio disco pra ter certeza de que era MUITO bom. Confesso, entendo pouquíssimo de frevo, mas isso não importava na hora. Um bando de músicos extremamente competentes tocando frevo arranjado em jazz. Fiquei orgulhoso de saber que é coisa nossa. E chorei quando ouvi “Vassourinhas”.

Na última sexta-feira, fui até Ouro Preto conferir a apresentação dos caras no “Tudo é Jazz”, no palco montado em frente ao cinema. Com o perdão da expressão, “do caral**” é pouco para falar o quanto foi bacana o show. Convidados especialíssimos, entre eles Genaro e Renato Borghetti. O repertório foi muito semelhante ao do disco, mas o final foi muito, muito melhor.

Spok disse: “Olha, essas ruas parecem muito com as ruas de Olinda. E a gente está com saudade de tocar na rua. Então, nós vamos descer e tocar. Quem quiser, segue a gente”. E lá foram eles pela Rua São José, tocando frevo na madrugada de Ouro Preto. Só pra registrar, dessa vez eu quase chorei em “Vassourinhas” 😀

,

Felipe

Jornalista mineiro que mora em São Paulo. Interessado em fotografia, comunicação, esportes, música, mobilidade e bicicletas.

Comment (1)

  1. Carlos Ranniere

    ai ai ai… e aí a minha pernambucanidade nagô aflora.
    mesmo não sendo o maior amante do carnaval, o frevo é outra coisa… arrepia mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *