4 de janeiro de 2008 Felipe

Florença – Parte 2

No domingo, dia 30, segundo dia de Florença, tentamos conhecer o Duomo. Tentamos em vão, porque ele fecha pra visitação aos domingos. Por algum motivo fantástico, Tutu, mamãe e Mariana conseguiram entrar na missa e conheceram por dentro. Eu resolvi enfrentar a fila pra subir no Campanário da Igreja. São apenas 414 estreitos degraus, mas a recompensa por uma das vistas mais fantásticas de Florença. Depois conhecemos a igreja de Santa Croce, onde estão enterrados dentre outros, Galileu, Maquiavel, Dante Aligheri, Michelangelo. Igualmente foda.

Só um fato, para ilustrar: Florença é cortada pelo rio Arno. Em 1966, uma enchente levou quase toda a cidade embora, danificando além das construções, inúmeras obras de arte guardadas nos porões dos museus. A Santa Cruz da igreja acima conseguiu sobreviver, graças ao esforço de voluntários que foram pra cidade.

Felipe

Jornalista mineiro que mora em São Paulo. Interessado em fotografia, comunicação, esportes, música, mobilidade e bicicletas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *