24 de janeiro de 2007 Felipe

Porque não basta ser burro, tem que avacalhar…

Era o que faltava. Como se não bastasse a “censura” aos portais, agora o COB resolveu proibir que os atletas mantenham blogs ou sites pessoais durante os Jogos Pan-Americanos.

Em dezembro, o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) enviou um comunicado às confederações brasileiras com uma série de restrições a atletas e dirigentes para o Pan-Americano do Rio. As principais proibições dizem respeito a site pessoais e blogs.

“Nenhum atleta e/ou oficial da Delegação Brasileira dos XV Jogos Pan-Americanos Rio 2007 pode atuar como repórter, produzindo textos ou pesquisas mesmo para fins editorias, enviar periódicos ou diários on-line para sites na Web durante o período dos XV Jogos Pan-Americanos”, afirma o comunicado, assinado pelo presidente do COB e do Comitê Organizador do Pan do Rio, Carlos Arthur Nuzman.

É tanta burrice junta que me dá raiva. Parece surreal de tão imbecil. Paralelamente, Marcelo me manda um e-mail com editorial da Folha de São Paulo da última quarta-feira. Assinado por Mário Magalhães, o texto fala do estouro no orçamento das obras para o Pan.

O comportamento dos governos coincide. Em 2003, o “Diário Oficial” do município anunciou que o estádio olímpico custaria R$ 60 milhões (30% a mais em valor atual) e ficaria pronto em 2004. Está em R$ 350 milhões e segue em obras.

A então governadora Rosinha Matheus cravou em 2005: a reforma do Maracanã para o Pan de julho de 2007 sairia por R$ 71 milhões. O orçamento deu um salto, triplo, para R$ 232 milhões.

Ainda no Ministério do Esporte, Agnello Queiroz apalavrou: o Complexo Esportivo de Deodoro exigiria R$ 45 milhões dos cofres federais. Já lhes subtrai R$ 94 milhões.

Por essas e outras que eu fico pensando se temos realmente estrutura para fazer um Pan e, pior, organizar uma Copa do Mundo.

Felipe

Jornalista mineiro que mora em São Paulo. Interessado em fotografia, comunicação, esportes, música, mobilidade e bicicletas.

Comments (4)

  1. Sou da turma q acha q o Brasil tem muito mais coisa pra fazer antes de organizar eventos esportivos desta envergardura com verba q sairá dos orçamentos q poderiam ter um destino outro.

  2. Não acho que o Brasil tenha capacidade, infra-estrutura, dinheiro, policiamente… ou seja, nada, para sediar uma Copa do Mundo. É um evento de proporções estratosféricas e que demandam organização e capital, duas coisas que nos são deficientes.

    Basta ver como a Alemanha se preparou para a Copa de 2006. Eu vi, foi impressionante. Um país daquele, de primeiro mundo, gastou milhões (bilhões?) para fazer um evento de qualidade. Sem contar que o povo de lá é educado, diferente do brasileiro.

    Já a “censura” praticada pelo COB é lamentável. Aliás, qualquer censura é.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *