7 de dezembro de 2006 Felipe

Turistas

TuristasSubitamente minhas caixas de e-mails foram invadidas por mensagens incentivando o boicote ao filme Turistas. O filme conta a história de um grupo de jovens americanos que passando férias no Brasil são raptados e param em uma floresta, onde sofrem todo tipo de coisa ruim que você pode imaginar. Bem na linha de “O Albergue”, aquele filme onde uns americanos vão parar na Eslováquia atrás de sexo fácil e acabam se dando mal.
Como bem comentaram comigo, aposto que esse filme, apesar de fracasso de bilheteria nos EUA, será um sucesso no Brasil. Exatamente por conta da polêmica em torno da história. Claro, um filme que fala mal do Brasil nunca é bom. Mas eu acho que, pra variar, a turma está exagerando.

Eu e você sabemos que o Brasil não é assim. E pra nós, francamente, esse não é o problema. O problema, eu acho, é a imagem que o filme vai deixar pro resto do mundo. Claro, eu tenho certeza que a Eslováquia de verdade não é a d’O Albergue. Como eu espero que os eslovacos saibam que aqui não é fidedigno ao filme. O problema é que muita gente não sabe disso. E é nessa que as coisas complicam. Vejam vocês, muita gente ainda acha que andamos em cipós e temos macacos de estimação. Disso pra essas pessoas serem convencidas de que realmente são roubados orgãos no meio da floresta é um pulo. Perigoso demais.

Felipe

Jornalista mineiro que mora em São Paulo. Interessado em fotografia, comunicação, esportes, música, mobilidade e bicicletas.

Comments (3)

  1. Ganso

    Eu não estou vendo perigo nesse filme não.
    Acho até que as campanhas contrárias é que vão
    acabar fazendo dele um filme bastante divulgado e prestigiado. A produção, em si, tem tudo para dar errado.
    Se essa imagem errada, por ventura, vingar lá fora, é até bom porque quem aí aqueles que pensam assim páram de vir aqui bater em aviões 1907.

  2. Perigoso é ficar do lado de uma gorda colocando um short apertado…

    Isso aí é o cúmulo… Mas no Brasil realmente, em termos de violência, tem uma coleção de casos bizarros(basta abrir o “A Tribuna” – tablóide local- ES- e ver). Entretanto o cinema americano na maioria das vezes é no mínimo leviano. Então…

  3. SIlvana

    Tem razão. É o formato cinematográfico das famigeradas literaturas de viagens que os “de fora” adoram escrever.
    Salve Edward Said! Porque sabe desconstruir muito bem as mentiras desses “escritores”…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *