18 de maio de 2006 Felipe

A água é fria!

Uma coisa que não passa é a falta de educação e paciência que os portugueses tem com os brasileiros. Fomos tratados secamente nos restaurantes e em alguns serviços. Das duas uma: ou vamos começar a falar inglês em todos os ambientes ou fazer uma camiseta do tipo “Sou Turista Brasileiro. Trate-me Bem”.
Hoje fomos em Sintra e na praia de Estoril. Sintra é bem bacana, cidadezinha perto de Lisboa e que tem um castelo todo construido com dinheiro vindo das nossas riquezas. Dá vontade de pegar um candelabro como recordação. Espantei quando vi uns jovens americanos viajando. Maldades à parte, jamais imaginei que eles tivessem essa vontade de conhecer algo além da América.

Depois do almoço, uma rápida visita ao circuito de Estoril e ainda conseguimos pegar uma praia. Vale um aviso. Só frequente o mar português se a temperatura, à sombra, for superior aos 35o C. A água é gelada. Rola até um mergulho, mas uma boa nadada é bobagem.

Na praia também vi algumas portuguesas bonitinhas, mas elas tem vergonha de mostrar o corpo. Estavam na areia, de calça de moleton e camiseta. Eu, com meu físico de chassi de grilo e sunga vintage, não tive vergonha na praia. Elas, certamente muito mais bonitas e gostosas deveriam se exibir mais. Mas vá lá.
A casa toda dormiu cedo hoje. Passam das nove da noite e só eu e meu xará, primo do anfitrião, continuamos acordados.

[nggtags gallery=88426893]

Felipe

Jornalista mineiro que mora em São Paulo. Interessado em fotografia, comunicação, esportes, música, mobilidade e bicicletas.

Comments (6)

  1. Pilar

    Felipão, estes portugueses deveriam carregar água na peneira pra gente. O que seria desta terirnha sem as nossas riquezas, roubadas sumariamente durante 322 anos, por eles?

    E vcs vão quando para Espanha? Dizem que Barcelona é imperdível e as espanholas são mais bonitas que as portuguesas.

    Beijos e saudades

  2. HAHAHHAHAHAHHAHAHA!!!
    HAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAHAHAH A HAH AH AH AH AAH AH AH !!! Chassi de grilo foi o melhor de todos, cara!

    E lembre-se, são portuguesas, que elas nao ligam muito pro chassi se o cambio estiver funcionando! Ao menos é assim entre 4 paredes!

  3. Célia

    Olá

    estive a ler os comentarios que fizeram das Portuguesas… eu sou Portuguesa … e realmente ficariam muito admirados com muita gente … as Portuguesas são mulheres de fibra, trabalhadoras, bonitas, desenvolvidas.De há uns anos para cá tem havido uma evolução muito grande ma à parte de andarem mais despidas ……

    e é assim nem todas as culturas são iguais ….caso fossem toda a beleza dos paises perderiam a graça e não haveria necessidade para conhecer além fronteiras.

    Obrigado

    Célia

  4. Laura

    Ahahahah…
    A cada passo confirmo que, afinal, a opinião cada vez mais negativa que os portugueses têm
    dos brasileiros, tem razão de ser. Desculpem mas a vossa ignorância é, mesmo, de rir…
    Pobres de espírito que nem sequer sabem distinguir os usos e costumes de cada povo. Para
    voçês, brasileiros made in mcdonalds, um sinal de
    “desenvolvido” é as mulheres andarem nuas e se oferendo a qualquer um como eu constatei aí. Pobres coitados!…
    E hoje, 400 anos passados, ainda acham (são burros mesmo) que o ouro que veio para Portugal é a razão principal para a vossa miserável situação social, onde cada vez mais as desigualdades se acentuam. O que é que voçês, povo mentecapto, fizeram para se livrarem da terrível pobreza que se vê de Norte a Sul do Brasil, esse imenso país-continente que os portugueses souberam manter, com o seu sangue, uno e indivisível? Somos nós que temos culpa que voçês, pobres indigentes, votem consecutivamente em políticos corruptos e corruptores? E que, apesar disso, continuem sambando? Ahahaha… Abram os olhos, pobres ceguinhos e tenham gratidão por tudo o que fizemos por voçês quando aí chegamos e os tiramos das árvores. E o que ainda fazemos, proporcionando o sustento dos milhares de brasileiros que aqui chegam mortos de fome. E alguns desses ainda nos pagam, à boa maneira brasileirra, assaltando os nossos bens e cometendo demais crimes que, até à vossa chegada, não conhecíamos.
    Como voçês costumam dizer: “e não se enxergam?”
    Esse velhinho complexo colonial que vos consume,
    hein??????? Pobres índios!….

  5. Felipe

    Laura,

    Sei lá se você vai voltar aqui pra ler isso. Eu até ia comentar alguma coisa, mas quando vi “voçês” fiquei com preguiça.

    Passar bem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *