4 de março de 2006 Felipe

Cenas do Carnaval

Ouro Preto, na terça-feira. Caminho na rua. Na minha frente, um grupo de caras, desconhecidos, com latinhas nas mãos. Uma jovem aproxima de um deles e diz: “Se você me der uma cerveja, eu te dou um beijo”. Ele olha pra latinha, olha pro rosto dela, olha pra latinha, olha pro corpo, solta um grunhido (“nhá…”) e vai embora.

Felipe

Jornalista mineiro que mora em São Paulo. Interessado em fotografia, comunicação, esportes, música, mobilidade e bicicletas.

Comments (8)

  1. Iza

    hauhauha já vi cenas dessas….trocando cigarro, cerveja e outros privilegios….Não sei o que é pior, qdo a troca é realizada com sucesso ou quando o cara dá um fora desses….
    Valeu!

  2. É por essas e outras que um dia eu sonho em virar um “mix” de Toninho Horta com Roger (Ultraje a Rigor).

    Depressão….

    =P

  3. HAHAHAHAHA!
    O foda é gente convencida demais. Ou as fubangas prestarem atençao ao valor da oferta. Essa foi muito baixa!

    “Hey cara! Se voce me der sua cerveja te pago um boquete!”

    Assim é quase garantido! Só ela nao ser um filhote albino dum Chewbacca com um Pincher Imperial Chinês, toda truncada e fedeno a paquete que rola.

  4. HAHAHAHAHAHAHAHAHA

    Não sei o que é pior…uma garota se sujeitar a isso ou tomar um toco lindo desse.
    Se fosse eu ia chorar na cama até o Carnaval do ano que vem.

  5. iel

    Pode ser que tenha ficado a fim do cara e usado isso como infeliz desculpa pra tentar ficar com o cara. De qualquer forma foi triste e feio o toco. Quantos anos tinha a moça cabeça? E ela era ou não filhote do Chewbacca?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *