5 de setembro de 2004 Felipe

Tudo é Jazz

Foi sensacional o Festival Tudo é Jazz. Estrutura de primeira, o som perfeito, baixo e limpo e respeito aos horários. Eu já conhecia a Jane Monheit, mas o show me impressionou. Principalmente quando ela mandou duas músicas num português razoável. César Camargo Mariano e Romero Lubambo deram uma aula de música. Desnecessário dizer mais alguma coisa. Jon Hendricks fechou a noite. O sujeito, aos 83 anos, continua mandando muito. Canta horrores e deu um show de simpatia. Valeu muito ter ido a Ouro Preto.
Agora, é só esperar Diana Krall em 2005 (quem dera, quem dera…) 😀

Felipe

Jornalista mineiro que mora em São Paulo. Interessado em fotografia, comunicação, esportes, música, mobilidade e bicicletas.

Comments (2)

  1. Velho, você perdeu o terceiro dia. Foi o ó! Depois te comento por quanto eu consegui o ingresso que a portaria venderia(se não estivesse esgotado) por R$ 100,00, o cambista pediu R$ 150,00 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *