14 de abril de 2003 Felipe

Pensamento do dia

“Se a linha burra funcionasse, não teria esse nome.”
Isso é para os jogadores da Ponte Preta aprenderem. No primeiro gol do Cruzeiro os caras fazem uma linha retardada (de tão burra que foi) e ainda tiveram a cara-de-pau de reclamar com o bandeirinha que o Deivid estava impedido.

Felipe

Jornalista mineiro que mora em São Paulo. Interessado em fotografia, comunicação, esportes, música, mobilidade e bicicletas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *