8 de janeiro de 2010 Felipe

A gentileza manda lembranças

Deixei Carol em casa e fui ver o Diego tocar com seu grupo de samba. Chego, peço uma cerveja e fico estrategicamente posicionado perto do balcão, atento ao som da turma. O garçom acha que eu sou o empresário da banda, nego duas vezes, mas na terceira acabo concordando. Ganho uma cerveja por isso. Mas isso não importa.

O que importa é que meu ponto no balcão fica perto da porta do banheiro feminino, que – registre-se – ostenta um dos maiores avisos que já vi. Nesse momento, duas mulheres bonitinhas se aproximam e retoricamente perguntam: “Aqui é o banheiro feminino?”

Eu certamente responderia algo simpático e acolhedor, mas não, optei pela grosseria: “É o que parece, né?”. Juro que fiquei assustado comigo. Não era pra ser assim, mas foi. E quando comentei com a Carol, ainda tomei uma dura. Só porque fui grosso. 😐

, ,

Comments (3)

  1. hahahahahahahahaha

    Bomba nas queirosas! Eu também tenho que me policiar, pois sou muito propenso a soltar dessas. A minha seção preferida da Mad eram as “Respostas Cretinas para Perguntas Imbecis”.

  2. paula

    Olha, eu fora a Carol reavaliava a dura que ela te deu. Se tinha um aviso enorme e a pergunta foi retórica, as meninas estavam de olho em você, portanto, a Carol tem que ficar feliz com a sua “grosseria”. heheheheheheh

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *