2 de janeiro de 2007 Felipe

Sobre alguns dias na praia

Não se pode reclamar da vida quando simplesmente não tem horário pra nada, a praia está distante uns 50 metros, toda a cerveja está gelada e mesmo as chuvas esporádicas não incomodam.
Claro, existem os vizinhos barulhentos, as músicas ruins, o calor e alguns mosquitos, mas tudo isso faz parte. 🙂

Vim pra Joinville hoje, só pra tentar pegar mais uma boquinha no Biergarten, restaurante já citado aqui. Não deu, primeiro porque demoramos três horas pra voltar da praia (quando se demoraria 40 minutos), segundo porque esquecemos que 1º de Janeiro é feriado e o restaurante estava fechado.
A virada foi tranquila, passamos na praia, vendo uma queima de fogos feita por uns vizinhos. Coisa surpreendente, porque os caras armaram um arsenal pirotécnico. É bem verdade que em determinado momento do show eu tive um deja-vu e me lembrei do reveillon de Setiba 95/96*, já que alguns fogos estouraram literalmente na areia, mas nada que oferecesse mais perigo.

Mais pra frente conto da praia, da cidade de S. Francisco do Sul, do Museu do Mar e etc.

* Pra quem não sabe, Setiba fica perto de Guarapari. Costumávamos alugar uma casa em frente a praia e os vizinhos eram sempre os mesmos. Nessa ocasião, os vizinhos da direita resolveram fazer uma queima de fogos extremamente amadora. Colocaram rojões do outro lado da rua e chamaram a turma pra ver. Não sei porque cargas d’água, uma bateria de foguetes caiu virada pra casa dos vizinhos. O que se viu dali em diante foi a tentativa desesperada de fuga do pessoal, incluindo idosos e crianças, enquanto a casa, carros e tudo mais eram alvos dos rojões. Os fogos que subiram foram realmente belos. Os que viraram projéteis não foram tão legais assim. Lembro que no dia seguinte, metade da casa, umas dez pessoas, jogava bola com ataduras no corpo, resultado das queimaduras sofridas.

Felipe

Jornalista mineiro que mora em São Paulo. Interessado em fotografia, comunicação, esportes, música, mobilidade e bicicletas.

Comments (2)

  1. Vitor Duarte

    Eu André e Gabriel fomos pra São Franciso do Sul! Há uns 2 anos!rs!Fomos bem fora de época, então foi meio esquisito porque não tinha ninguém, mas deu pra curtir. = )

  2. André

    Feliz Ano Novo!!!

    Muito bom! Imagino a cara de desespero dos Vovôs e crianças para todos os lados… Sorry! Achei engraçado!!!!

    Abração!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *