17 de setembro de 2006 Felipe

Eterno Galvão

Estou enganado ou Galvão Bueno está ficando mais relaxado e menos chato nas transmissões? Acompanhei Brasil x Argentina, o GP da Itália de Fórmula 1 e o jogo entre Brasil e Austrália e tive a clara impressão que ele está mais solto e mais “piadista”. Não sei se a Globo está dando mais liberdade para suas tiradinhas ou Galvão realmente está mais tranquilo. Sei que chatices deixadas de lado, devo dizer que Galvão realmente consegue dramatizar qualquer esporte. Falo isso porque morria de tédio dos narradores europeus. Os ingleses não vibram com absolutamente nada e são MUITO irônicos. Os alemães, por incrível que pareça, esboçam alguma emoção, mas passam longe do nosso querido Galvão.

Atualização: No Terra Magazine, Márcio Alemão escreve uma coluna defendendo a parcialidade e o calor das narrações.

Felipe

Jornalista mineiro que mora em São Paulo. Interessado em fotografia, comunicação, esportes, música, mobilidade e bicicletas.

Comments (2)

  1. André

    Pegou pesado em Felipe… Galvão??? O que vc pode esperar dele em jogos da seleção??? Ora ele é brasileiro narrando para o país que ele defende, para as pessoas que a seleção representa… Para mim o pior e mais chato narrador que existe disparado… O Luciano do vale é melhor do que ele!!!!

    Coloca um jogador que atua em algum time mineiro na seleção… Ou melhor; deixa ele narrar o final do campeonato brasileiro ou qualquer outra competição de nivel nacional ou internacional contra times mineiros… Da vontade de quebrar a televisão…. Prefiro tirar o volume e colocar o Willy Gonser narrando! 🙂

    Abração!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *