4 de julho de 2005 Felipe

Briga

A cana é um potencializador de confusão. Algumas dezenas de litros de cerveja e chopp foram suficientes para estragar o churrasco onde eu estava tocando ontem. Mulheres e homens distribuindo sopapos, discussão, choro. Tudo isso porque uma moça chamou a outra de gorda. O namorado da dita baleia tomou suas dores e, covardemente, deu um tapa (ou empurrão/soco, dependendo da versão) naquela que fez a ofensa. Em meio minuto estava armada a confusão.
Algumas mulheres entraram em tal estado nervoso que absolutamente QUALQUER coisa era motivo de desespero. Desde possíveis revides até o cabo de violão que ficou pra trás. Bizarro e lastimável.

Em tempo, eu só observei a briga. Estava comendo no momento que o entreveiro começou. Não aparto brigas de desconhecidos, mas me forçaram a ir embora e deixei meu prato pra trás. 🙁

Felipe

Jornalista mineiro que mora em São Paulo. Interessado em fotografia, comunicação, esportes, música, mobilidade e bicicletas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *